jusbrasil.com.br
21 de Janeiro de 2022
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo TJ-ES - Apelação Criminal : APR 0016486-63.2017.8.08.0035

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL
Publicação
23/11/2020
Julgamento
11 de Novembro de 2020
Relator
WILLIAN SILVA
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PENAL. PROCESSO PENAL. RECEPTAÇÃO. DOLO COMPROVADO. PENA-BASE. EXCESSO. PARCIAL PROVIMENTO.

1. Os elementos colhidos no inquérito e as provas produzidas em juízo confirmam que o réu conduzia "coisa que sab[ia] ser produto de crime." (artigo 180do CP). Dolo evidenciado.
2. Se o bem produto de crime é encontrado na posse do indivíduo e este, ao declinar a suposta origem lícita do bem, deixa de trazer aos autos prova que corrobore suas alegações, viola-se a regra de distribuição do ônus da prova claramente prevista no artigo 156 do CPP.
3. Pena-base acima do mínimo legal sem motivação idônea.
Disponível em: https://tj-es.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1133145850/apelacao-criminal-apr-164866320178080035